Como criar um site a partir do zero (Simply Site)

  • by

Actualmente, todas as empresas, profissionais ou negócios precisam de estar na Internet. Mas por onde começar? Neste artigo explicamos os quatro passos fundamentais para lançar um projecto web de sucesso de forma independente.

Na Amen.pt temos vindo a fazer webinars onde ensinamos como criar um site funcional de forma independente, algo muito interessante para muitas PME e profissionais que precisam ter um site personalizado sem incorrer em grandes despesas ou equipamentos externos.

  1. Esclarecer as bases do projecto antes de começar

Antes mesmo de pensar em como será o site, devemos deixar claro os seguintes pontos:

O que fazemos? Precisamos sintetizar nossa actividade em pouquíssimos palavras para transmiti-la facilmente, nomeadamente as pessoas não têm muita paciência para mensagens longas. Temos que ser capazes de comunicar o que oferecemos rapidamente.

Que presença online temos actualmente? Começamos do zero ou já temos um perfil digital? Se, de fato, tivermos uma página da Web e quisermos alterá-la, é importante esclarecer porquê e especificar qual o melhor e o pior da página actual (para preservar esses elementos ou excluí-los).

Porque precisamos de um site? Decidir que uso lhe vamos dar: vender, mostrar portefólio, um mero cartão de visita? Isso decidirá o estilo do site que precisaremos (comércio electrónico, página com blog ou página estática), bem como os requisitos técnicos, por exemplo, se tiver que adicionar um formulário de contacto, uma galeria de imagens etc…

Todas essas perguntas nos ajudarão a entender quais são as nossas necessidades reais e, portanto, como integrar a página da web na estratégia de negócios.

  1. Analise a concorrência e use-a como fonte de inspiração

Uma vez que decidimos o que nosso projecto precisa, é interessante estudar o que os outros fazem e como eles o fazem: quem é nossa concorrência? Como eles estão representados? Vale a pena comparar as nossas respostas e soluções com as de empresas ou negócios semelhantes.

Nesse sentido, é necessário analisar não apenas o estilo visual das páginas da concorrência, mas também a usabilidade e a estratégia de se vincular ás redes. Noutras palavras, devemos observar que tipo de design usam, não apenas em termos de cores e layout dos elementos gráficos, mas também como estão organizados e como estão unidos com outros perfis.

  1. Decidir a estrutura do site

Em relação ao ponto anterior, esta é a fase de “arquitectura de informação”: Depois de determinar que tipo de site que queremos, temos que saber o como vamos fazer, isto é, como o organizamos e como inserimos a informação. Vejamos estes dois pontos separadamente:

Organização de conteúdo: Os sites são geralmente divididos em três partes, o header (cabeçalho) e conteúdo e o rodapé (footer).

Header: refere-se ao menu de navegação que normalmente está no topo (ou lateral) de todas as páginas. Normalmente esta secção contem o logótipo e links para as páginas principais.

Conteúdo: é a parte central que contem todas as informações, incluindo imagens, queremos mostrar. É essencial saber com antecedência o que vai preencher as páginas: Inicio, produtos ou serviços e contactos…

footer: o menu na parte inferior do site, com informações de contacto e avisos legais (tais como a privacidade ou cookies).

Compilação de conteúdos: para reduzir o tempo de criação do site, o melhor é ter todo o “recheio” preparado antecipadamente e ordenado em pastas.

Imagens de alta resolução: se não tivermos as nossas próprias fotografias, poderemos recorrer à bibliotecas de imagens.

Texto: é essencial escrever todas as informações em ficheiros que podem ser facilmente geridos. Sugestão: não se esqueça de rever bem a ortografia e a gramática.

Logótipo: para criar uma imagem corporativa, é necessário ter um logótipo e escolher as cores da empresa.

  1. Escolher a ferramenta de criação de sites (Simply Site)

Como mencionamos anteriormente, neste artigo focamos a criação do próprio site.

Hoje em dia já não é necessário ter conhecimentos  técnicos ou de design para criar uma presença online, já que existem ferramentas que permitem a própria página web com os mais recentes modelos adaptados a todos os dispositivos.

No entanto, nem todos os gestores de conteúdo são iguais: muitos podem ser complicados ou bastante limitados. É por isso que na Amen.pt lançamos a nossa própria ferramenta em 2018: O Simply Site é um editor de página Web de última geração que coloca centenas de modelos à sua disposição e que podem ser personalizados até o último detalhe com apenas arrastar e soltar.

A execução é muito simples: primeiro escolhe um modelo (template) usando os filtros por tema ou cor e depois entra no interface de design onde pode alterar e adicionar conteúdos através de menus muito intuitivos.

Pode alterar tudo o que quiser na sua página e modificar quantas vezes quiser, quando achar que está pronto pode publicar com um único clique. Após publicar se quiser fazer nova modificação pode alterar e publicar novamente, não existem limites.

Além disso, o Simply Site da Amen.pt vêm com um certificado de segurança SSL, que é activado quando o site é publicado.

Recomendamos que experimente free trial gratuito e veja o webinar sobre o Simply Site, para tirar o máximo proveito da ferramenta. E se tiver alguma dúvida, não hesite em entrar em contacto com nossa equipa ligando para 21 55 50 397.