Cinco tipos de plugins para optimizar o seu WordPress

  • by

Um site rápido não só se posiciona melhor nos motores de pesquisa como também reduz a taxa de rejeição. Por esta razão, esta semana lidamos com os principais tipos de plugins que podemos instalar para melhorar o desempenho do nosso site e oferecer uma melhor experiência ao visitante.

1. Plugins para comprimir e otimizar fotos

Hoje em dia, para que o conteúdo da nossa página seja considerado atraente, devemos necessariamente usar uma fotografia nítida. No entanto, imagens de alta definição geralmente ocupam mais da metade do peso de uma página e, quanto maiores as fotos, maior a largura de banda que precisamos.

Para melhorar o desempenho a esse respeito, podemos usar por exemplo o plugin Smush – Compressão e Optimização de Imagem, que apaga os dados ocultos e compacta todas as fotos do seu site sem sacrificar a qualidade para que as páginas sejam carregadas mais rapidamente.

2. Plugin para partilhar nas redes sociais

Outro aspecto fundamental é ter botões/links para partilhar no Facebook, Twitter ou noutras redes directamente das suas páginas. O problema é que esses widgets podem afectar a velocidade de carregamento. No entanto, com plugins como o SumoMe  pode ligar-se com as várias redes sociais.

3. Plugin para optimização Ficheiros

Uma das desvantagens do WordPress é que, para cada modelo ou extensão que instalamos, adicionamos vários ficheiros estáticos. Por outro lado, quanto mais ficheiros um visitante tiver que baixar, mais tempo levará para carregar a página e mais recursos consumiremos do nosso servidor.

Atualmente, há uma ampla gama de plugins para optimizar – ou seja, combinar e condensar – todos os arquivos CSS, HTML e JavaScript para optimizar uma página. O Autoptimize é talvez o mais conhecido deles, mas há muitos outros, como o Better WordPress Minify, que nos permite escolher o JavaScript que queremos mover no final, tendo em conta que, se movermos alguns, certos sistemas, tais como controles deslizantes, podem falhar.

4. Plugin de Cache

Cada página do seu site que é visitada requer uma solicitação ao servidor e é enviado um resultado a partir do servidor para o browser. O resultado é o seu site com todos os seus elementos e que garantem a sua boa apresentação no dispositivo onde está a ser visto. Como o servidor precisa de processar todas essas solicitações, demora algum tempo para que a página seja carregada no dispositivo do visitante, especialmente em sites muito grandes.

Os plugins de cache armazenam informação no servidor de forma a que da próxima vez que visitem o seu site o tempo de carregamento seja menor e a sua página seja visualizada mais rapidamente.

Na Amen.pt, recomendamos o W3 Total Cache, que mais do que um plugin de cache, é um conjunto de pequenos programas projetados não só para armazenar determinados dados nessa memória, mas também para minimizar ficheiros e obter uma otimização geral do WordPress.

Entre outros, tem um módulo de cache que oferece grande flexibilidade ao definir alguns aspectos da operação – como o que é guardado e o que não é – e outro que ajuda a configurar o cache do browser, o que torna uma solução muito poderosa para melhorar os resultados no Google PageSpeed.

No entanto, apesar de oferecer vantagens significativas em relação a outros plugins do mesmo tipo que o WP Rocket (pago), tem algumas desvantagens, a principal delas é a dificuldade de configuração, que pode eventualmente deixar o nosso site K.O.

5. Plugin para optimizar a base de dados

Ao longo do tempo uma página começa a acumular dados desnecessários. Por exemplo, antes de publicar um artigo num blog, podemos ter guardado cinco rascunhos e o sistema pode ter até seis cópias da mesma publicação. Tudo isso faz com que a base de dados contenha muitas informações, o que pode deixar o sistema lento.

Para limpar a base de dados do WordPress e para que funcione de forma mais eficaz, existem vários plugins especializados, como o Optimize Database After Deleting Revisions, que apaga com um único clique todos os tipos de “lixo” da base de dados MySQL para pesar menos (embora, antes de iniciá-lo, deve monitorizar com atenção as opções para que não elimine demais).

Outro dos plugins mais usados ​​para otimizar um banco de dados WordPress é o WP-Optimize, que desfragmenta as tabelas do MySQL, além de excluir dados como pingbacks, comentários que foram enviados para a lixeira ou opções cujo prazo expirou. É muito popular porque permite controlar em grande parte quais aspectos quer apagar e se deseja agendar limpezas automáticas.